Alimente seu Cérebro - Universidade Municipal de São Caetano do Sul


Uma dieta equilibrada, variada e saudável contribui para o satisfatório desenvolvimento físico e cognitivo. Entre 10 e 19 anos de idade, os adolescentes encontram-se em um processo acelerado de crescimento e desenvolvimento o que exige a ingestão de uma maior quantidade de alimentos. Porém, nem sempre essa maior demanda é atendida corretamente. É muito comum observar-se um consumo exagerado de alimentos pobres em nutrientes essenciais, como bolachas recheadas, biscoitos, refrigerantes, doces dentre outros.

Os efeitos da má alimentação vão além do que, muitas vezes, podemos imaginar: uma dieta rica em açúcar pode estar relacionada à diminuição de algumas funções cerebrais importantes, como a memória e a concentração, o que afeta, negativamente, a capacidade de aprendizado dos estudantes. Cientistas da Universidade da Califórnia (UCLA), em Los Angeles, demonstraram em estudo realizado com ratos, que os alimentados com dieta rica em açúcar tiveram dificuldades em se lembrar do caminho em um labirinto, e aqueles que foram alimentados com ômega-3 (na forma de óleo de linhaça encontrado no óleo de peixe e de algas unicelulares), aprenderam mais rápido e se lembraram por mais tempo do caminho (PINILLA, 2012). Portanto, é fundamental, principalmente na adolescência, se adotar uma alimentação balanceada, com carnes e ovos, leite e seus derivados, cereais, leguminosas, hortaliças, frutas. Pensando nisso, selecionamos alguns alimentos que podem ajudar a manter o cérebro ativo e saudável:

  • Frutas como maçã, morango, laranja e maracujá ativam as células nervosas, previnem o estresse e ajudam na imunidade;

  • Ovos são fonte de colina, substância que participa da formação dos neurônios além de reparar as células cerebrais e ajudar a combater a depressão;

  • Alguns alimentos de origem animal como a carne bovina, os pescados e os produtos lácteos, são fontes de vitaminas do complexo B (B6, B12, ácido fólico), responsáveis por facilitarem a comunicação entre os neurônios;

  • Peixes de água salgada e gelada (salmão, sardinha e cavalinha) possuem ômega 3 que é um excelente tipo de gordura para ativar a memória e contribuir para o aprendizado.

Dicas para uma vida saudável

  1. Ter uma alimentação saudável, equilibrada, variada e completa, dando preferência aos carboidratos integrais (pães, massas e arroz, todos integrais); frutas, hortaliças (legumes e verduras); leguminosas (feijões, grão de bico e lentilha); carnes magras e ovos; leite e derivados (queijo branco e iogurtes) e oleaginosas (castanha de caju, nozes e amêndoas);

  2. Comer de 3 em 3 horas: isso permite manter níveis adequados de açúcar no sangue

  3. . Pular refeições pode causar mau humor, irritação e cansaço;

  4. Manter o organismo hidratado: não beber a quantidade suficiente de líquido pode complicar a saúde mental, com o surgimento de irritabilidade, perda de concentração e atenção. O ideal é beber 8 copos de água todos os dias, mas você pode começar com 1 copo e ir aumentando a quantidade aos poucos, caso não tenha o hábito de tomar água;

  5. Manter o peso adequado: uma perda de peso muito rápida e exagerada pode privar o cérebro de glicose e alguns outros nutrientes, podendo assim prejudicar no desenvolvimento cognitivo;

  6. Praticar exercício físico: o exercício físico provoca liberação de endorfinas que ajudam a controlar o peso e manter a saúde cardiovascular;

  7. Dormir de 7 a 8 horas por dia: dormir menos ou apresentar alterações na duração do sono pode afetar o equilíbrio do cérebro e de outros órgãos;

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square