Olimpíadas

A cada quatro anos, vários países reúnem-se para celebrar uma grande festa do esporte mundial: a Olimpíada de Verão. Com origem e tradição grega, o evento tomou proporções mundiais no fim do século XIX por iniciativa do Barão de Coubertin, aristocrata francês. Com a reestruturação do evento na era moderna e a criação do Comitê Olímpico Internacional (COI), foram criados também alguns símbolos para representar os jogos.

 

Esses símbolos representam os ideais propostos pelos jogos olímpicos. Além da unidade entre os países que participam da competição, eles também remetem à universalidade do esporte e à paz.

Os cinco círculos representam os continentes:

 

 

  • azul, Europa

  • amarelo, Ásia

  • preto, África

  • verde, Oceania

  • vermelho, América


O entrelaçamento dos anéis representa a união amistosa e pacífica das nações.

Com as cinco cores podem ser compostas todas as bandeiras do mundo. Ao criar o símbolo dos jogos, as cidades devem usar os anéis misturados a outros elementos.

 

Tocha (O que é a Tocha Olímpica)

Tocha Olímpica é um dos principais símbolos dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, remetendo aos rituais e tradições originais das Olimpíadas da Antiguidade.

 

Também conhecida como Chama Olímpica, esta é uma referência ao episódio da mitologia grega que narra o roubo do “fogo sagrado” de Zeus (deus dos deuses) por Prometeu para que pudesse ser entregue aos seres humanos. Prometeu era conhecido como o titã defensor dos direitos da humanidade. 

 

Atualmente, meses antes do início dos Jogos Olímpicos, durante uma cerimônia ritualística, a chama da tocha é acesa no antigo templo de Hera (deusa da maternidade), em Olímpia, na Grécia, para depois ser transportada por várias cidades ao redor do mundo.

 

revezamento da tocha olímpica também remonta um costume dos antigos Jogos Olímpicos. Antigamente, mensageiros eram enviados para as mais longínquas regiões para convidar e anunciar a data da realização das competições.

 

Na tentativa de recriar o ritual usado pelos antigos gregos, a chama olímpica é acesa diretamente através da luz do sol, que reflete num conjunto de espelhos côncavos e cria uma onda de calor, provocando a combustão.

 

Após passar por várias cidades e ser transportada por diferentes personalidades e atletas, a chama olímpica acende a chamada pira olímpica, durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. A chama ficará ardendo durante toda a duração da competição, sendo apagada apenas no encerramento do evento.

 

Mascotes

O mascote dos Jogos Olímpicos Rio 2016 é inspirado na fauna brasileira, com influências variadas de cultura pop, elementos da animação e de personagens de videogame. Ele é uma espécie de embaixador dos Jogos e tem o papel de disseminar as mensagens do evento e os valores do movimento Olímpico para os diversos públicos, especialmente o infanto-juvenil.

 

A origem do mascote do Rio 2016 mistura ficção e realidade. Sua história conta que, no dia em que foi anunciado que o Rio seria a sede dos Jogos, em 2 de outubro de 2009, a alegria dos brasileiros foi sentida por toda a natureza e dessa energia nasceu o mascote, que representa a diversidade dos animais do País.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Festa Julina 2020

August 4, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 4, 2020

March 11, 2020

Please reload

Arquivo